quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O mundo segundo Emílio Azeitona

 
Em Vendas Novas, no Alentejo, há um lugar chamado Afeiteira. Na estrada da Afeiteira, de costas para a cidade, se formos devagar, podemos ver a certa altura, do lado direito, um conjunto de estranhas criaturas coloridas. Se entrarmos por esse caminho, passando pelo anão e o gigante, chegamos ao mundo fantástico de Emílio Azeitona: mulheres e homens de todos os tamanhos, flores sorridentes, pássaros e peixes, burros, cães, elefantes e girafas, rãs e abelhas, cobras e crocodilos, barcos, aviões e astronautas, cata-ventos, moinhos e carrosséis, aparelhos movidos pelo vento ou pela água, cenas rurais ou surreais… É um mundo paralelo criado em cimento, lata e materiais reciclados pela mão surpreendente de Emílio Azeitona, 77 anos. Acho que ele não o sabe mas, o Azeitona, é um artista!

7 comentários:

Susanne disse...

yes, Emílio is really an artist
amazing world he has created

beijos

mfc disse...

Nunca tinha ouvido falar!
Fica o apontamento para uma incursão futura.

Sérgio Aires disse...

é mais um daqueles génios perdidos. E que não corre atrás do sucesso. Apenas faz o que gosta e aquilo em que acredita. Coisa rara nos tempos que correm...

Anónimo disse...

Zé Dear Caçador
O "Azeitona world" é fantástico. Já tinhamos tido uma aproximação mais tímida, uns postos lá mais atrás. A piada está mesmo na abordagem tão pessoal, tão naïf, destas criações artísticas.
Abraço
13

IRIS disse...

é no que dá quando as pessoas se permitem expressar verdadeira e totalmente e, como se não bastasse, trabalham mesmo no assunto. isso é único em cada um e por isso é criação. é assim que se comunica a sério.
olha, afinal, será isto a tal coisa do paraíso?... :-)

vítor disse...

Esse, sim, é um verdadeiro artista...
abraço

ana barata disse...

fantástico universo o deste senhor azeitona! um dia destes vou lá espreitar! obrigada por esta descoberta maravilhosa.