sexta-feira, 2 de julho de 2010

Em busca do Livro de Areia

6 comentários:

Martina disse...

He/She doesn't look so happy about this.

The photo is cool - with the blurry background.

cristina disse...

:-) este Paco faz maravilhas contigo, Dear Hunter. esta fotografia é suco para o olhar, para os sentidos, por isso.
a propósito do Livro de Areia, que ainda não li e que, tal como o Paco, busquei (busca bem menos árdua mas também bem menos arrebatadora), encontrei isto, e agora tenho o prazer de o deixar aqui, onde as palavras são (de) um gosto :-)

“Combati os sarracenos com os Homens Azuis de Serkland. No curso do tempo fui muitos, mas esse torvelinho foi um longo sonho. O essencial era a Palavra. Uma ou outra vez desacreditei dela. Repeti para mim que renunciar ao belo jogo de combinar palavras belas era insensato e que não há por que indagar sobre uma só, talvez ilusória. Esse raciocínio foi vão. Um missionário me propôs a palavra Deus que rechacei. Em certa aurora, à beira de um rio que se ampliava em um mar, acreditei haver dado com a revelação.”

teca disse...

Genial!

Beijos.

Clarice disse...

O paco é muito vaidoso, não é?:)

Silvares disse...

Salamandra magana, é o que é...

alterdom disse...

je crois qu'il cherche ton genou...