quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O meu peixinho vermelho (Carassius auratus oliponensis)

9 comentários:

Selena Sartorelo disse...

Olá Caçador!

Quanta poesia vista nesse peixinho, que lembra arte de criança criando...quando sabe sonhar.
Sabe resgatar com muita delicadeza os momentos que foram capturados há tanto tempo atrás. Teu brinquedo trás como presa a lembrança de ser criança que pode inventar que pode sonhar de olhos abertos pois para ela o absurdo não existe. Quando te chamo de menino não é apenas por enxergar um, mas também por sentir alguém que um dia aprendeu a sonhar.
Uma pescaria contida em puro sentimento.

Beijos,

cristina disse...

também pode ser um peixinho visto por dentro...

Chapa disse...

Versão anorética dos pimpões da nossa infância.

El Cazador disse...

É no que dão as dietas.

Clarice disse...

tão bonito este peixinho!

jugioli disse...

uma linda escrita!!!

bjs.

CybeRider disse...

Espero que tenhas também alguma peixinha no aquário que esse lutador parece estar a precisar de aconchego e de carícias.

Caçador disse...

É, o gajo precisa de mimos, e sopas também, ou uma feijoada ou assim.

Nirvana disse...

A imaginação é uma arte, sem dúvida!